Trabalhar sem descanso faz mal à saúde e diminui a produtividade


Éverton Oliveira – Redação Saúde Plena

 

 

Quem não abre mão de tirar alguns minutos para relaxar durante o expediente tem toda razão em manter esse hábito. O “coffee break” torna os

trabalhadores mais produtivos, já que a cafeína ajuda a melhorar a memória e a concentração, bem como a reduzir o número de erros cometidos durante o trabalho. Isto sem falar na vantagem propiciada pelo momento de descanso, que é muito importante para a saúde do empregado.

Para os trabalhadores que costumam esticar seus turnos durante a madrugada, a pausa para o café tem efeito similar ao de um “poderoso cochilo”. Tomar café ajuda a reduzir os acidentes de trabalho e até mesmo as batidas de carro envolvendo pessoas que acabaram de encerrar um longo expediente. O efeito é benéfico também a médicos e pacientes, já que o café reduz o risco de que profissionais da saúde cometam erros após longos períodos de plantão.

 

A importância do descanso

Trabalhar demais faz mal ao coração. Desta forma, fazer horas extras constantemente – atuando entre 10 e 11 horas diárias – aumenta em até 60% o risco de doenças cardíacas. No caso de indivíduos com hábitos prejudiciais à saúde como o fumo, por exemplo, a possiblidade é ainda maior.

Há um forte vínculo entre as doenças cardíacas e as horas trabalhadas em excesso. Entre os fatores que explicam essa ligação estão a falta de tempo para relaxar ou praticar exercícios físicos, além do stress, ansiedade e depressão. Pessoas que fazem horas extras também tendem a trabalhar quando estão doentes, ou seja, não se permitem um descanso, e por serem muito dedicados à carreira podem se tornar agressivos e irritáveis.

 

Atenção: O descanso não é simplesmente uma opção. É uma necessidade. Ainda que não possa sair de casa, viajar, “respirar outros ares”, é essencial que se consiga parar com as atividades normais do dia a dia e relaxar.



Posts Relacionados

Open Popup